O Filme. O Trailer. O Poster. O Video-Clip. O Actor. A Actriz. O Realizador. Cinema enquanto passatempo, paixão e vício.
publicado por Fernando Oliveira | Sábado, 23 Fevereiro , 2013, 23:58

Um fenómeno interessante irá desenrolar-se na categoria de Melhor Filme da cerimónia deste ano dos prémios da academia americana do cinema: dos nove concorrentes à vitória, seis deles apresentam três temáticas ou assuntos semelhantes.

Falo de, aos pares, “Argo” e “Meia Noite e Trinta: Hora Negra”; “Django Libertado” e “Lincoln”; “A Vida de Pi” e “Bestas do Sul Selvagem”.

 

 

 

 

Quanto ao primeiro par temos como propósito principal a agência de espionagem norte-americana, CIA, e o seu modo de operação. No filme realizado por Ben Affleck esta exploração é deixada totalmente na primeira porção do filme, e apenas referida de passagem com a impreparação e desconhecimento do que se passava no Irão nos dias anteriores à Revolução Islâmica de 1979. Já no filme de Kathryn Bigelow esta temática é desenvolvida mais aprofundadamente, quer seja com a utilização de tortura como método de interrogatório válido, ou com a mesma impreparação face a um inimigo do qual pouco se sabia. Além desta visão sobre o funcionamento da agência de espionagem, também a política externa dos EUA merece destaque. No primeiro caso com a ainda clássica abordagem de distanciamento e subtileza, com a ajuda dos seus maiores exportadores, Hollywood. Já com “Meia Noite e Trinta: Hora Negra” os métodos são tudo menos discretos, incluindo funcionando a ultima meia hora como catarse terapêutica para a abalada psique colectiva norte-americana.

 

Em “Django Libertado” e “Lincoln” encontramos duas visões, diametralmente?, diversas sobre a temática da escravatura. Se Tarantino nos habituou ao seu estilo de realidade alimentada a cultura pop e, mais recentemente, a reescrever a História, também Spielberg nos acostumou já aos seus projectos certinhos, direitinhos, e pouco inspirados. Nenhum dos dois filmes foge do controlo dos seus criadores. Tarantino apresenta um épico de vingança protagonizado por um escravo negro liberto sobre o Opressor Branco, uma orgia de sangue e balas que é tremendamente divertida de ver. Já Spielberg opta por utilizar um biopic parcial de Abraham Lincoln para nos apresentar a abolição da escravatura nos EUA. Ou será o contrário? Um filme enfadonho, tão preocupado em parecer que não fala de cima para baixo aos seus espectadores que acaba por passar por pretensioso e com demasiadas parecenças com um documentário do canal história. Não deixa de ser curioso também que num filme onde a abolição da escravatura acaba por assumir papel central as personagens negras resumem-se a dois soldados na cena inicial, o mordomo do presidente e a dona de casa , e amante, da personagem interpretada por Tommy Lee Jones.

 

Com “A Vida de Pi” e “Bestas do Sul Selvagem” encontramos duas estórias sobre o crescimento individual ancoradas no Realismo Mágico, ainda que no primeiro exemplo este último aspecto seja mais frequente. Pi Patel vê-se perdido no oceano, obrigado a partilhar um bote salva-vidas com um tigre. Ou terá sido mesmo? O crescimento da personagem é forçado pela morte inesperada dos pais e a ausência de qualquer outro humano que o possa guiar obriga-o tomar decisões inesperadas. Já Hushpuppy vive na mais abjecta miséria, protegida da civilização por um pai e um grupo de adultos que preza mais a cura holística que o saneamento básico. Pouco há a dizer sobre este filme que não seja um elogia ao realizador estreante (em longas-metragens) Benh Zeitlin, que com uma utilização da câmara à altura da mini-protagonista e com uma escolha acertada de quais os ângulos a utilizar consegue manter viva uma estória com pouco conteúdo.

 

Seis filmes, três ligações muito fortes que provavelmente não se repetirão.

 

 


De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Fevereiro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
13
14
16

17
18
19
20
21
22

24
25
26
27
28


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS