O Filme. O Trailer. O Poster. O Video-Clip. O Actor. A Actriz. O Realizador. Cinema enquanto passatempo, paixão e vício.
publicado por Fernando Oliveira | Segunda-feira, 29 Outubro , 2007, 23:08
Está na calha um remake de "Os Pássaros". Planeado para estrear em 2009, com Martin Campbell como realizador e com, de acordo com os rumores, Naomi Watts no papel que apresentou Tippi Hedren ao mundo do Cinema.


A actriz descoberta por Hitchcock já veio fazer a questão que se impõe quando nos vemos confrontados com as carradas de remakes, recontextualizações e reimaginações que nos têm invadido nos ultimos tempos: " Não se arranjam novas estórias, novas coisas para fazer? Temos de ser tão inseguros que nos refugiemos num sucesso e fazer tudo de novo outra vez?"

Nunca tinha pensado na questão por esta perspectiva, mas não deixa de fazer sentido. Todo o sentido do Mundo, aliás...
Sempre encarei esta voragem pelo Passado e pelos seus sucessos como uma tentativa de requentar sucessos e continuar a fazer dinheiro com o que já tinha dado resultado apenas pelo lado financeiro. "A quick way to make an easy buck", como diriam os próprios nativos da Indústria Hollywoodesca. No entanto, conhecendo a natureza frágil, e tão dada à busca de aprovação do génio criativo, não deixa de surpreender que numa sociedade cada vez mais infantilizada se procure a gratificação rápida, sem qualquer risco ou perigo de falhar para alcançar o sucesso e reconhecimento.
Arrojo e capacidade inventiva é o que se espera dos Cineastas. Originalidade e valor acrescentado à experiência de nos deslocarmos e sentarmos numa sala de Cinema. Acrescente-se a toda esta linha de argumentação (iniciada por uma improvável ex-modelo) que, normalmente, os remakes ficam sempre muito aquém dos filmes que pretende "recontextualizar" para "um publico mais jovem".
Felizmente ainda nínguem se lembrou de refazer o Citizen Kane. Ou o Jules et Jim. Nem tocaram ainda no Kubrick...
Infelizmente não se pode dizer o mesmo de Casablanca, Janela Indiscreta, Psico...

publicado por Fernando Oliveira | Sábado, 27 Outubro , 2007, 18:33
Resulta em Walk Hard: The Dewey Cox Story. O primeiro senta-se na cadeira de realizador, ambos escrevem o argumento e produzem o filme.

Com John C. Reilly no principal papel, conta a estória de um ficcionado cantor blues dos Estados Unidos, com amizades desde os Beatles até um Elvis estranhamente parecido com Jack White...

Depois do mockumentary, popularizado e levado ao extremo da loucura por "This is Spinal Tap", podemos estar a assistir ao nascimento de um novo género cinematográfico que, para já, vou baptizar de "BioFake" (fica no ouvido, não?). Depois de já termos levado com o infeliz "Talladega Nights: The Ballad of Ricky Bobby", agora chega mais um biopic ficcionado. As expectativas são elevadas, dado o envolvimento de Jake Kasdan e Judd Appatow (ambos trabalharam em "Freaks and Geeks" e em "Undeclared"), mas vamos esperar pelo resultado final, e a estreia a 21 de Dezembro para lançar os foguetes. Para já, o trailer:

São evidentes as paródias aos biopics de Johnny Cash, Ray Charles, Bobby Darin, Elvis (?)...

O link aqui, já que o YouTube não me deixa fazer copy/paste do código embeded, sem alterar profundamente o HTML, e como eu não percebo nada daquilo...

publicado por Fernando Oliveira | Quinta-feira, 25 Outubro , 2007, 00:15

Era este o panorama às 00:14 de quinta-feira, 25 de Outubro. Posso apenas especular que os jornalistas responsáveis pela actualização desta página sejam também estudantes na Universidade de Coimbra e tenham jantar de curso e uma delocação à Serenata Monumental... De certeza que amanhã já estará qualquer neste espaço por agora desocupado.

publicado por Fernando Oliveira | Terça-feira, 23 Outubro , 2007, 23:44

James Lipton é uma das pessoas mais respeitadas do mundo da representação cinematográfica nos Estados Unidos.

É o reitor do Actor's Studio, talvez a mais respeitada escola de actores.

Durante 13 anos tem sido o apresentador do Inside the Actor's Studio, onde entrevista os mais consagradas actores de sempre (Al Pacino e Dustin Hoffman já passaram por lá, assim como Hugh Laurie e Robin Williams)



James Lipton viveu em Paris durante a juventude... E foi Chulo. A sério. Proxeneta. E resoveu escrever isso nas suas memórias, que saírão em breve.


Para que não fiquem dúvidas, deixo o texto em inglês: "I had to accompany my clientelle to the Rue Pigalle, which is where these things occurred. And then I'd take them up to the room and I had to remain there because they were very nervous, they were young Americans for the most part... and they didn't speak French"



E já agora, o link de onde tirei isto.

publicado por Fernando Oliveira | Sábado, 06 Outubro , 2007, 13:32
Aqui ficam os trailers falsos do projecto Grindhouse dos Sr.s Tarantino e Rodriguez. Dizem os rumores que o "Machete" vai mesmo ser produzido (acho que já foi e tinha o Mark Whalberg e o Danny Glover, mas isso são outras estórias).








publicado por Fernando Oliveira | Sexta-feira, 05 Outubro , 2007, 14:17
São boas notícias. Mas confesso que não sei como é que vai acontecer...

mais sobre mim
Outubro 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
24
26

28
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS