O Filme. O Trailer. O Poster. O Video-Clip. O Actor. A Actriz. O Realizador. Cinema enquanto passatempo, paixão e vício.
publicado por Fernando Oliveira | Segunda-feira, 29 Outubro , 2007, 23:08
Está na calha um remake de "Os Pássaros". Planeado para estrear em 2009, com Martin Campbell como realizador e com, de acordo com os rumores, Naomi Watts no papel que apresentou Tippi Hedren ao mundo do Cinema.


A actriz descoberta por Hitchcock já veio fazer a questão que se impõe quando nos vemos confrontados com as carradas de remakes, recontextualizações e reimaginações que nos têm invadido nos ultimos tempos: " Não se arranjam novas estórias, novas coisas para fazer? Temos de ser tão inseguros que nos refugiemos num sucesso e fazer tudo de novo outra vez?"

Nunca tinha pensado na questão por esta perspectiva, mas não deixa de fazer sentido. Todo o sentido do Mundo, aliás...
Sempre encarei esta voragem pelo Passado e pelos seus sucessos como uma tentativa de requentar sucessos e continuar a fazer dinheiro com o que já tinha dado resultado apenas pelo lado financeiro. "A quick way to make an easy buck", como diriam os próprios nativos da Indústria Hollywoodesca. No entanto, conhecendo a natureza frágil, e tão dada à busca de aprovação do génio criativo, não deixa de surpreender que numa sociedade cada vez mais infantilizada se procure a gratificação rápida, sem qualquer risco ou perigo de falhar para alcançar o sucesso e reconhecimento.
Arrojo e capacidade inventiva é o que se espera dos Cineastas. Originalidade e valor acrescentado à experiência de nos deslocarmos e sentarmos numa sala de Cinema. Acrescente-se a toda esta linha de argumentação (iniciada por uma improvável ex-modelo) que, normalmente, os remakes ficam sempre muito aquém dos filmes que pretende "recontextualizar" para "um publico mais jovem".
Felizmente ainda nínguem se lembrou de refazer o Citizen Kane. Ou o Jules et Jim. Nem tocaram ainda no Kubrick...
Infelizmente não se pode dizer o mesmo de Casablanca, Janela Indiscreta, Psico...

kelita a 3 de Novembro de 2007 às 16:28
Hum... não há stress!
Ao terminar o curso, alguém vai encarregar-se dos filmes que ainda não sofreram o grande ultraje do remake. É a vida! e nem tudo tem que ser tão intelectual! LOL
bjs

Nuno Felício a 5 de Novembro de 2007 às 11:25
Hoje apetecia-me ir ao cinema. Então, resolvi procurar uma opinião avalizada e credível, e dirigi-me ao especialista que toda a comunidade Star Wars Nerd Portuguesa consagrou: Fernando d'Oliveira (como o mestre, Manoel d'Oliveira). Mas esbarrei na surpresa de não encontrar nenhuma crítica mordaz, porém fundamentada, sobre as últimas estreias, nem mesmo sobre o filme que todo o país aguardava, o "Eu, Currupção". Assim, lá terei de escolher um filme ao calhas, arriscando-me até a gostar e aguentar até ao fim. O problema é se a minha companhia não aprecia, o que me obriga a compensá-la, o que é sempre chato, quando se tem de entrar em compensações por causa da ausência de trabalho de casa do nosso crítico oficial. Fica lavrado o meu protesto. Um pouco mal lavrado, um pouco transgénico e tal, mas inteiramente justificado.

LadyS a 23 de Novembro de 2007 às 12:59
Eu própria estou a pensar fazer um remake do grande clássico 'Três Homens e um Max'... ou então o 'Olha quem fala'.

E quando é que vais ver o Shoot'em Up, ahein? Que o facto de eu ter adorado não te ponha de pé atrás...

Inês S. a 29 de Novembro de 2007 às 23:30
Um dia alguém fará um remake do glorioso filme de estreia realizahollywoodesca de Fernando d'Oliveira... aquele, o tal que conta com Hélder Batalha de Wasterlain como actor principal! :P

mais sobre mim
Outubro 2007
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
24
26

28
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO
RSS